internationalmba@fia.com.br +55 11 3732-3520 | +55 11 3732-3527 +55 11 98697-3581

04 mar 2021

O profissional do futuro e a capacidade de adaptação

Felizmente tenho o privilégio de conviver com muitos profissionais de diversas áreas diariamente, e invariavelmente sou questionada sobre as profissões no futuro. Sempre respondo: Há uma pergunta mais importante antes. Você deveria se perguntar qual é o perfil do profissional do futuro. Profissões e ocupações vêm e vão. Se ajustam e modificam, mesmo sob um mesmo nome. E isso se não deixarem de existir.

Tenho imenso orgulho de fazer parte do grupo de Estudos do Futuro, o Profuturo. Sempre fui uma curiosa compulsiva e sempre convivi com algumas inquietações sobre conhecer e aprender mais, em agir hoje para alcançar um possível futuro desejado. Estamos sempre em busca de compreender e analisar o presente em busca de orientação futura.

Há dois anos aceitei fazer parte de um desafio que julguei valer pelo aprendizado, mas só realizei a sua grandeza depois de começar a colher os primeiros resultados. A Coursera, mais importante plataforma de educação digital mundial, estava em busca de parceiros no Brasil e nós da FIA, rapidamente aceitamos. Eu já tinha a clareza de que a forma como nos preparamos e aprimoramos acadêmica e profissionalmente, assim como as abordagens que aplicamos para preparar alunos e profissionais para a capacitação e o desenvolvimento profissional estava mudando, e futuramente mudaria ainda mais intensamente.

Durante 16 meses, desenvolvemos em conjunto um curso de 40 dias e uma especialização de 4 meses que nos tomou aproximadamente 5 mil horas! Mas o volume de tempo empregado foi algo menor quando comparado ao processo de se questionar, entender e avaliar as transformações que o mundo tem apresentado para os profissionais, e adaptar. De humildemente reconhecer que deveria aprender para ensinar. Ou melhor, facilitar. Como profissional experiente em grandes corporações e professora há um tempo considerável, me vi em situações de desconforto, quando precisei me despir do conhecimento prévio de estruturar aulas para desenvolver MOOCs. Não se trata do que se entende como necessário ensinar, mas do objetivo que se tem de aprender por parte do “learner”.

Hoje, com cerca de milhares de alunos matriculados em nossos cursos na plataforma, posso afirmar que percebo de forma intensa o que tem sido constatado em pesquisas que desenvolvemos no nosso núcleo de estudos: o profissional do futuro é aquele que tem capacidade de se adaptar e disposição para aprender. Aquele que entende que o “Lifelong learning” é seu caminho.

Há 3 semanas participei da convenção mundial dos parceiros Coursera, e Thomas Friedman fez uma apresentação brilhante sobre as grandes tendências que estão remodelando o mundo hoje: Economia, Geopolítica, Tecnologia e Educação. Num primeiro momento isto pode não soar grande novidade, mas estas variáveis estão influenciando de forma diferente. Em escala mundial e maciça e por meio digital. Tudo no piscar dos olhos.

Neste sentido, o foco que os indivíduos precisam ter é qual deve ser seu perfil profissional, quais as habilidades e atitudes que precisarão ter para preencher as novas posições de trabalho do futuro. De que nos adianta saber que Design de Wearable Technologies é uma tendência para um futuro próximo se a maior parte das pessoas com potencial para preencher possíveis posições não tem conhecimentos, habilidades e competências desenvolvidas para atender à demanda? Além disto, esta “função” pode nascer e morrer rapidamente, tal qual a lei de Moore prevê quanto a renovação tecnológica.

Para aqueles que desejam uma recomendação de por onde começar a se preparar para as atividades profissionais vindouras, foque em trabalhar suas habilidades de comunicação e lógica. Uma pesquisa desenvolvida por David Deming, publicada posteriormente pelo periódico The Economist, apresenta claramente o campo em que se é necessário desenvolver as habilidades e competências que vem se destacando nas contratações nas últimas décadas, e que estão moldando as profissões futuras: as habilidades sociais combinadas aos conhecimentos matemáticos.

Busque atualização constante em plataformas de educação digital, onde há muito conteúdo gratuito de qualidade ou com valores acessíveis, tais como Cousera, Udemy, Udacity, LinkeIn Learning e diversos outros. Os cursos presenciais também são importantes e trazem além do conhecimento, o networking. Procure cursos que supram deficiências e estejam alinhados com seus objetivos profissionais em relação a área de atuação. E acima de tudo tenha em mente que sua jornada de aprendizado e adaptação será contínua e necessária. O melhor de tudo isso, ela também será muito estimulante.

Nos próximos artigos trarei mais informações e recomendações aos interessados no tema, e abordarei os grandes eventos mundiais tais como “Future of work fórum 2019”, “The Future of work and youth”, e outros.

Autor: Profª. Drª. Samantha Mazzero
Diretora Acadêmica do International MBA e Americas MBA


Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *